10 maneiras de economizar em casa e sobreviver à crise

Não sei aí na casa de vocês, mas aqui a crise chegou com tudo. Eu fui demitida logo no final da minha licença maternidade e o din din ganho nos freelas não é proporcional a alta dos preços. Não estamos conseguindo fechar o mês no azul já há algum tempo. E adaptar a vida é a única saída no momento.

Aqui a gente nunca foi de gastar rios de dinheiro mas mesmo assim tivemos que apertar ainda mais os cintos nas últimas semanas. Fizemos algumas mudanças bem simples que estão funcionando bem. Compartilho abaixo para tentar lhe ajudar também:

economizar dinheiro

1 – Cozinhe
Essa forma de economizar é a mais comum de todas mas muitas vezes esquecemos dela. Se você trabalha fora o dia inteiro ou tem filho pequeno, sabe bem como é prático comer na rua. Porém, amiga, seu bolso vai agradecer muito se você deixar esse hábito de lado. Com os R$30,00 que você gasta para alimentar uma pessoa na praça de alimentação do shopping, você pode fazer uma bela macarronada para a família inteira. O sorvete gourmet de R$13,00 do lanche pode virar sanduíches de queijo com frutas e pipoca em casa! Basta pensar no que daria para comprar no supermercado com o valor daquela refeição, para você ver o quanto essa substituição é benéfica para as suas economias. Não tem tempo de cozinhar todo santo dia? Use o domingo à noite, cozinhe as refeições da semana e congele! Outra forma boa de economizar é congelar os legumes em pequenas porções. Assim, você usa tudo e nada apodrece.

2 – Faça a lista de compras

Sair para o supermercado sem antes fazer uma lista do que realmente precisa é roubada! Dessa forma, você provavelmente irá comprar mais coisas por impulso. Faça sempre uma lista de compras e foque nela sem abrir exceções. Aproveite o momento que faz a lista para planejar com antecedência o que vai cozinhar. Dessa forma as chances de perder comida que se estraga antes de usar é menor também.

3 – Coma menos carne
Ao contrário do que muita gente pensa, a proteína da carne pode ser facilmente substituída pela proteína vegetal. Os grãos, por exemplo, são cheios dela. Experimente trocar algumas vezes por semana o bife por uma bela salada de grão de bico ou mesmo pelo bom e velho arroz com feijão. Vai fazer muito bem para o seu bolso.

4 – Use roupas (ou a falta delas) para ajustar a temperatura da casa

Em maio fez bastante frio aqui em São Paulo e resolvemos dar serventia aos dois aquecedores que temos em casa. O resultado? A conta de luz triplicou. Sim, triplicou. Quis chorar quando recebi a dolorosa. Mas ao invés disso, resolvi restringir e muito o uso dos aparelhos. Agora aqui em casa colocamos bastante roupa para dormir nos dias frios e usamos também dois edredons no lugar de um! E quando está muito frio mesmo, ainda rola um chazinho pra aquecer antes de dormir. O mesmo vale para se você mora em um lugar muito quente. Troque o ar condicionado por um banho frio à noite e durma pelada com roupas leves. Abrir as janelas e abandonar a colcha da cama também refresca.

5 – Venda o que você não usa
Tem um aspirador de pó encostado na área de serviço que só é usado esporadicamente? Venda! É certo que tem uma mãe de um filho com rinite pronta para comprá-lo de você. O mesmo vale para aquele sapato caro usado apenas 1 vez, livros da faculdade e mais um monte de coisa que a gente acumula e não usa. Use as redes sociais para divulgar os artigos, venda e faça uma graninha extra. De quebra, você ainda ajuda a quem compra, já que pagar o preço de peças novas não está fácil para ninguém.

Man putting US coin into piggy bank

6 – Faça você mesmo
Colocar a mão na massa faz você economizar e muito! E aqui estou falando desde pequenos reparos em casa até presentes de aniversário. Você pode trocar você mesmo a resistência do chuveiro (é facinho, gente!) ou fazer biscoitinhos em casa para presentear aquela amiga querida no próximo aniversário dela.

7 – Conserte roupas, sapatos e bolsas

Se quebrou o zíper da sua bolsa do dia a dia, leve em um sapateiro que ele conserta. O mesmo vale para aquele sapato com o salto gasto! Tentar aumentar ao máximo a vida útil dos itens de vestuários faz você economizar um dinheirão.

8 – Lave as mãos com frequência e beba muita água
Parece dica de saúde, mas esse hábito afeta o seu bolso também. Beber muita água faz com que você consuma menos comida e outras bebidas como sucos e refrigerantes que custam bem mais. E lavar as mãos previne viroses, gripes e resfriados fazendo com que suas idas às farmácias sejam menos frequentes.

9 – Reveja seus hábitos de entretenimento

Tem pra quê ter TV a cabo se você passa a maior parte do seu tempo livre na internet? Tem coisas que a gente mantém por comodidade e que pode mudar para economizar. Preste atenção nos seus hábitos. Aqui em casa a gente parou de comprar livros (um hábito antigo e quase automático) porque estamos com um monte de livros ainda não lidos na estante. Troquei também as assinaturas das revistas gringas pelas versões digitais bem mais baratas.

10 – Pense nos valores das coisas como tempo de vida
Para mim essa é a melhor forma de economizar dinheiro. Nenhuma dica foi mais eficaz para controlar meus gastos do que essa. Para fazer dinheiro dedicamos tempo da nossa vida. Dinheiro é isso: um pedaço da sua vida que você doou. Pensar que estou pagando as coisas com o tempo da minha vida muda toda a perspectiva do consumo. Com frequência, penso se aquele vestido vale mesmo as horas de trabalho que deixei de ficar com a minha filha. Se não seria melhor usar esse “tempo de vida gasto” com um passeio, ou até mesmo economizar para a educação dela. Use esse parâmetro que lhe garanto que a forma de você consumir irá mudar!

Deixe seu comentário

1 comentário

  1. Flavia

    Esse conselho para beber muita água é maravilhoso, porque melhor que fazer o bem para o bolso é fazer o bem para a saúde! Todas as outras dicas são ótimas e importantíssimas para conseguirmos enfrentar esses tempos complicadinhos.
    Beijinhos Mirella!