Como fazer um coelhinho da Páscoa para presentear

Quero dar uma lembrancinha a algumas pessoas próximas nessa Páscoa! Como são algumas e não ia rolar de comprar ovos de páscoa de R$ 50 para todo mundo, resolvi fazer algo eu mesma.

Comprei um montão daqueles miniovinhos de chocolate, que são deliciosos e não custam caro, e o me dei o desafio de criar uma embalagem mais simpática para eles. No final acho que consegui! :)

Para fazer igual, você vai precisar de:

pascoa_material

– 1 pote de vidro
– Vinil adesivo branco
– Tesoura
– Caneta permanente
– Blush (sim, maquiagem!)
– 1 Pincel pequeno ou 1 cotonete
– Celofane ou saco de embalagem transparente
– Barbante ou fita
– Ovinhos de chocolate

pascoa_1

1 – Corte o vinil adesivo na largura e comprimento do pote e cole no vidro.

pascoa_2

2 – Com a caneta, desenhe os olhos e o focinho do coelho.

pascoa_3

3 – Faça dois círculos nas bochechas do coelho com o blush esfumado com o pincel.

pascoa_4

4 – Preencha o pote com os ovinhos de chocolate.

pascoa_5

5 – Cole um pedaço de vinil adesivo em outro, de modo que fique dupla-face, deixando apenas uma ponta ainda adesiva. Recorte duas orelhas de coelho nesse pedaço de vinil.

6 – Cubra o pote com o celofane ou coloque-o dentro do saco de presentes transparente. Amarre com o barbante ou a fita e cole as orelhinhas do lado de fora da embalagem.

pascoa_pronto

Feliz, fofo e fácil de fazer! :)

Como aprender caligrafia artística e fazer aquelas letras maravilhosas!

Dia desses minha prima me mostrou pelo Whatsapp uma cartinha que escrevi para ela quando eu tinha apenas 8 anos. Quando vi a carta, além de rir bastante com o conteúdo que dizia que um dia eu iria cantar no Trem da Alegria (We <3 Juninho Bill), também fiquei impressionada ao ver como a minha letra era linda e redondinha.

Eu amava aqueles caderninhos de caligrafia da escola que tinham linhas pautadas feitas especialmente para que a gente treinasse a escrita. Lembra? Hoje minha letra é um garrancho feioso e difícil de decifrar. Depois de ver a tal cartinha, decidi que fazer minha letra voltar a ser bonita como antigamente é uma meta.

Pesquisei um pouco na internet sobre como fazer e descobri que existe um mundo mágico de adoradores da Caligrafia e da Hand Lettering.

Para começar, ao contrário do que muita gente pensa, existem diferenças entre as duas técnicas:

Captura de Tela 2017-03-30 às 23.20.53

A Caligrafia é a técnica onde uma caneta de tinta ou de bico de pena é usada para criar letras com um só traço contínuo com espessuras que variam de largura por meio da variação da pressão que se faz na caneta.

89cde49d6b40447569c73c6665e43394

Hand Lettering é a técnica que está mais próxima do desenho do que da escrita. Nela é usado qualquer tipo de caneta e não precisa ser em uma só traçada. As letras podem ser desenhadas individualmente. Essa técnica é a mais utilizada para fazer os quadro-negros decorativos que estão na moda. Ela também é ótima para fazer posters e qualquer outro projeto onde as letras estarão em tamanhos grandes.

Como a WEB é essa coisa linda e maravilhosa, tem um montão de exercícios para você baixar de graça, imprimir e praticar bastante as duas técnicas até ficar bem craque!

O treino é parecido com o que a gente fazia para aprender a escrever na alfabetização: contornar as letras loucamente até que as formas saiam naturalmente da ponta dos seus dedos sem precisar de modelo.

Captura de Tela 2017-03-30 às 23.13.53

Separei quatro sites onde é possível baixar essas folhas para imprimir e praticar:

Hand Lettering

Daw Nicole Design – Folhas com 9 tipos de Hand Lettering para treinar.

Liz On Call – O site disponibiliza gratuitamente 2 tipos de folhas para a prática: uma com letras minúsculas e outras com letras maiúsculas.

Caligrafia

The Postman Knock – 1 folha para praticar movimentos e diferentes pressões na caligrafia. O link é de uma loja que vende várias folhas para praticar mas disponibiliza essa gratuitamente.

Daw Nicole Design: O mesmo site das folhas de prática de Hand Lettering que postei ali em cima disponibiliza gratuitamente para impressão 12 folhas para prática da caligrafia. E o legal dessas é que os exercícios são com frases motivacionais. Aliás, nesse site tem vários tipos de folhas para praticar as duas técnicas. Vale dar uma fuçada.

Já fiz algumas e garanto para você: além de, com o tempo, esses exercícios deixarem você se garantindo na escrita manual, o treino também é relaxante e ótimo para controlar a ansiedade!

Como fazer um pote de coisas boas e trazer otimismo para a vida

Depois de dois meses com posts diários, sexta-feira não teve post. Passei a semana inteira com enxaqueca e um desânimo sem tamanho pelo rumo que as coisas no país andam tomando.

É tão difícil se manter otimista e ter perspectivas boas para o futuro quando o que se vê são muitas mudanças que só aumentam a diferença social e a falta de acesso da população a coisas básicas como direitos, saúde e educação.

Não está fácil.

Para não me deixar abater, pensei em algo que pudesse dar um ânimo a mais quando a tristeza quisesse chegar. Foi assim que surgiu o Pote de Coisas Boas.

A ideia funciona sim: todas as vezes que eu tiver um momento feliz ou que eu me der conta de alguma coisa legal que me aconteceu, eu escrevo em um bilhetinho e coloco no pote.

Dessa forma, depois de uns dias, terei um pote de notícias e memórias boas para dar um gás nos dias mais difíceis. E o legal é que todo mundo da família pode participar e fazer juntos um pote de otimismo, pois estamos precisando muito nessa vida.

É possível fazer o pote da forma que você quiser mas aqui mostro como fiz o meu.

pote_de_coisas_boas_materiais

Materiais
Pote de vidro
Vinil adesivo preto ou etiquetas adesivas (eu usei as etiquetas pretas da Pimaco)
Giz branco ou caneta de tinta branca
Pedaços pequenos de papel
Canetas coloridas

pote_de_coisas_boas_1

1. Escrevi “Coisas boas” na etiqueta preta. Você pode adaptar para outro tema também. Pensei que um “pote de autoestima” com registros de conquistas e de coisas legais em você poderia ser bem bacana também.

pote_de_coisas_boas_3

2. Colei o adesivo no pote de vidro. Você pode substituir o pote por uma caixinha ou lata reciclada se preferir.

pote_de_coisas_boas_2A

3. Escrevi coisas legais que me aconteceram nos últimos dias.

pote_de_coisas_boas_2

4. Coloquei no pote e deixei na estante em um lugar fácil de acessar.

pote_de_coisas_boas

A ideia é alimentar o pote de coisas boas com frequência. Isso além de nos animar nos dias difíceis, ajuda a sempre prestar atenção nas coisas boas que acontecem para deixar registrado.

Agora é tentar manter a cabeça erguida e a energia viva para enfrentar os dias que virão. Boa sorte para nós.