Um apartamento lindo em Berlim e cinco dicas para copiar já

Eu sigo alimentando meu estranho hobby de fuçar casas alheias no site do Airbnb. Para quem ainda não conhece, o Airbnb é aquele site onde você pode alugar quartos ou casas inteiras para passar temporadas em vários países. Para mim é um lugar incrível para encontrar inspirações decorativas e conhecer formas diferentes de morar.

Nas minhas últimas pesquisas, cruzei com esse piteuzinho em Berlim. Nele, achei várias ideias possíveis de chupinhar em casas e apês brasileiros do Oiapoque ao Chuí. Aí em Portugal e Angola também, leitores queridos :)

Captura de Tela 2017-03-27 às 11.57.54

1 – Atualmente a gente tem visto nos lares mais verdes dezenas de vasos de plantas por todos os lados, mas olha que ideia genial essa de trocar vários vasos de plantas por poucos com uma bela trepadeira bem espaçosa. Essa planta é uma da família da jibóia, que foi se espalhando pela casa com a ajuda de suportes nas paredes.

Captura de Tela 2017-03-27 às 11.57.44

2 – Os objetos tidos como cafonas podem ficar bem bacanas se tiverem uma proposta. Duvida? Foca nesse abajur, nesse espelho com moldura de gesso e nessa mesinha barril de pirata. Se estivessem em uma sala com móveis mais clássicos ficariam meio bregas, né? Mas com um sofá futon, as plantas, o skate e a prancha de surf, a coisa muda de figura! Somado ao globo e ao atlas, os objetos até então datados ganham um ar boho e bem aventureiro.

Captura de Tela 2017-03-27 às 11.57.30 Captura de Tela 2017-03-27 às 11.57.37

Nem vou comentar sobre essa espetaculosa cama suspensa como ideia a ser copiada porque um pé direito desse tamanho em um apartamento aqui no Brasil é quase um sonho impossível. Mas mesmo assim, vale a pena babar no projeto todo, inclusive na escada estante e na rede.

Captura de Tela 2017-03-27 às 11.57.10 Captura de Tela 2017-03-27 às 11.57.02 Captura de Tela 2017-03-27 às 11.56.53

3, 4 e 5 – Não sei se você notou, mas os donos desse apartamento usam e abusam de luzinhas de led para dar um clima. Uma ideia barata e facílima de reproduzir em casa. Também é muito prático ter essa pequena prateleira com todos os temperos bem próxima à bancada. Isso ajuda muito a trazer inspiração para criar novos pratos e também facilita a lembrar e usar tudo o que você tem. (Quem nunca jogou tempero vencido fora porque esqueceu de usar?).

Outra ideia que chamou minha atenção foi a da pintura da parede: o branco do teto invade a cor das paredes fazendo uma moldura bem interessante. Funciona bem para quem tem um apartamento com pé direito maior que o normal.

Captura de Tela 2017-03-27 às 11.56.30

Mais uma foto para humilhar nossos “modernos” apartamentos de 70 m2! Espia o tamanho desse banheiro. Se você tiver a sorte de ter uma banheira dessas antigas em casa, uma pequena tábua de madeira protegida com verniz marítimo vira uma mesa de apoio “óteema”. Se o seu banheiro for pequeno ainda dá para se inspirar com as plantinhas usadas aqui. A gente sempre esquece dos verdes nesse ambiente mas eles funcionam bem para deixar o banheiro menos frio e mais agradável.

Se você gostou tanto quanto eu, saiba que é possível alugar um quarto nesse apartamento lindinho por R$ 116 (preço pesquisado em março de 2017).

E se você se interessou em viajar e se hospedar no Airbnb ou ser hóspede de algum viajante, nesse link tem um vale de R$ 100 para quem nunca tentou antes :)

Como fazer um chaveiro de madeira estiloso

Não faz nenhum sentido você ter um lar lindão e na chave de casa usar um chaveiro tosco de propaganda, né? (Quem lembra desses? kkk). O chaveiro pode ser uma extensão do bom gosto que está do outro lado da porta. Ele pode ter o seu estilo e ser todinho feito por você de um maneira muito simples. Quer aprender? Então anota aí:

 

chaveiro_bolas_material

Materiais

  • Barbante
  • Contas de madeira (você encontra em loja de material para bijouteria ou artesanato)
  • Argola de chaveiro (peguei de um antigo)
  • Tesoura
  • Tinta
  • Pincel
  • Fita crepe

chaveiro_bolas_1

1- Proteja a parte da conta que não deseja pintar, cobrindo-a com fita crepe.

chaveiro_bolas_2

2- Pinte com as cores de sua preferência e espere secar. Se desejar, você pode pintar uma mesma conta em mais de uma parte. Apenas espere que a tinta seque antes de começar a nova pintura.

chaveiro_bolas_3

3- Pegue um pedaço de barbante e dobre-o ao meio.

chaveiro_bolas_4

4- Dobre novamente de forma que fiquem 4 fios juntos. Isso só é necessário se os buracos das contas forem bem largos como são os das contas que estou usando. Se esse não for o seu caso, o passo 4 não é necessário.

chaveiro_bolas_5

5- Dê um nó na argola do chaveiro de modo que ele fique móvel. Ou seja, que ele consiga deslizar pela argola para facilitar o momento de prender a chave.

chaveiro_bolas_6

6- Insira as contas no fio para que fiquem bem próximas umas das outras.

chaveiro_bolas_pronto

7- Coloque todas as contas que desejar e dê um nó no final para arrematar. Corte os fios deixando uma parte livre para ficar mais charmoso e fim! :)

Esse projeto é legal tanto para deixar a sua casa mais bonita quanto para presentear alguém querido. Já pensou que bacana levar esse chaveiro de presente para aquela amiga que acabou de se mudar para uma casa nova ou enfim comprou o carro que tanto sonhava?

chaveiro_bolas_pronto_2

Lindo, cheio de estilo e feito à mão! Quer coisa melhor!?

Os 3 tipos de prateleiras mais usados e como escolher a melhor para você

Quem tá precisando colocar umas prateleiras em casa para ganhar mais um espacinho? Difícil achar alguém que não precise, né?

Aí, quando a pessoa resolve enfim comprar e vai toda pimpona no armazém de construção, descobre que existem vários tipos de prateleiras e que não faz ideia de qual é a melhor para o que ela precisa. Se identificou com história? Então fica por aqui que vou te ajudar a entender a diferença entre as 3 prateleiras mais usadas.

  • Prateleira de suporte fixo ou mão francesa
    Essa prateleira é fixada na parede com a ajuda de uma mão francesa. Os suportes têm o formato de um “L”. Uma parte dele é parafusada na parede e outra na prateleira. De forma geral, é o tipo de prateleira que sustenta mais peso. Porém, isso pode variar de acordo com o material usado na prateleira, sua dimensão e o número de mão francesa usado.

prateleiras west

Uma das vantagens dessa categoria de prateleira é que existem dezenas de suportes com cores, formas e acabamentos diferentes. Dessa forma, você pode transformar a função prática da prateleira em algo decorativo também.

Uma dica boa para quem optar por essa entre os diversos tipos de prateleiras é se ligar no tamanho da madeira/mdf/mdp que você vai usar. Se a prateleira for curta, fixe a mão francesa primeira nela e só depois fixe na parede. Se a prateleira for comprida, fixe a mão francesa na parede primeiro e só depois prenda a prateleira.

  • Prateleira de suporte ajustável
    Nesse tipo de prateleira, um trilho vertical é fixado na parede com parafusos. Essa base tem vários pontos onde os ganchos de suporte podem ser fixados apenas com um encaixe.

prateleiratrilho bm

Geralmente os trilhos e os ganchos são feitos de ferro ou alumínio e o tamanho varia de acordo com a dimensão e o peso da prateleira que você pretende usar.

É a forma mais rápida e simples de ter várias prateleiras em uma parede e ela aguenta um bom peso também. Na minha opinião, a desvantagem é que o trilho não muito bonito fica bem em evidência, mas pode até ficar charmoso em ateliers, cozinhas e home offices.

  • Prateleiras flutuantes
    Essas são as que mais fazem sucesso. Como o próprio nome diz, o suporte desse tipo de prateleira não fica aparente, o que dá a impressão de que ela está “flutuando” na parede.

prateleira4

Para fixá-la, primeiro são presos uns pinos ou uma peça base na parede. Depois, a prateleira é encaixada de forma que esconda totalmente o suporte. O peso que ela irá suportar dependerá do material usado e do tipo de suporte (geralmente essa informação, assim como os suportes já vêm na embalagem do produto). Entre os tipos de prateleiras, para mim, esta é a mais bacanuda!

E você? Qual gosta mais?

Fotos: West Elm e A Beautiful Mess