Como fazer um spray antiaderente para cozinhar

Todas as vezes que eu viajo para fora dou um jeito de trazer um spray de cozinhar na mala. Esses produtos nada mais são que óleos em aerossol que deixam qualquer panela ou assadeira antiaderente de verdade. Eles são muito prático e ótimos para quando você não quer perder tempo untando ou quer consumir menos gordura no preparo dos alimentos.

Já achei esses produtos para vender por aqui nos supermercados mais exclusivos porém custam caro pra danar. Então, pra não depender de compras de viagens todas as vezes que meu amado spray acabar, resolvi testar uma receita de spray antiaderente caseiro que vi há tempos no Food.com.

spray_cozinha_materiais

Materiais
1 Spray de vidro ou de material seguro para alimentos

1 parte de óleo

4 partes de água

spray_cozinha_2

Modo de fazer
Misture tudo e coloque no pote do spray. O segredo do sucesso aqui é sacudir bastante todas as vezes antes de usar o spray antiaderente para cozinhar. Por enquanto testei apenas na frigideira para fritar ovos e funciona que é uma beleza. Para untar formas acho que não tem como escapar da parte da farinha depois. Ainda assim é mais prático que a forma convencional de untar. Ah! E pode usar qualquer tipo de óleo ou azeite. Só não aconselho o de coco pois ele solidifica no frio.

spray_cozinha

Teste e depois me conte se achou bacana! :)

Como fazer um bolo sem glúten, sem lactose, sem açúcar e mesmo assim gostoso

Não gosto de dar açúcar para Dora. Ela ficou até os dois anos sem comer doce e agora só consome porque no lanche da escola rola umas bisnaguinhas, biscoitos Maizena e bolo. Em casa continuo evitando. Não por nada, apenas porque acho que não tem muito motivo mesmo dela consumir muito açúcar refinado por enquanto. Ela não é de comer muito então tento oferecer coisas mais saudáveis sempre que posso.

Já tinha o costume de inventar algumas receitinhas para Dora sem açúcar e dia desses aconteceu de eu também ficar um tempo sem poder comer nada com glúten e lactose. Aí, resolvi testar um monte de receitinhas de bolo que eu mesma inventava na hora, no improviso, até chegar nessa deliciosidade que compartilho hoje com vocês!

bolo sem lactose

Ingredientes
2 ovos
1 xicara de farinha de amêndoas fina
1 banana bem madura
1 punhado grande de passas (que devem ficar de molho até ficarem bem molinhas. Escorra a água antes de usar)
3 colheres das de sopa de leite de coco
3 colheres das de sopa de suco de laranja
3 colheres das de sopa de óleo vegetal (eu gosto de usar óleo de coco mas pode ser até o de soja mesmo)
Canela a gosto (eu gosto de colocar bem muito, mas se você quiser algo mais suave coloque 1 colher das de chá. Se você não gostar de canela não precisa colocar)
1 colher das de café de extrato de baunilha (opcional)
1 colher das de sopa rasa de fermento

Modo de fazer
Bata todos os ingredientes juntos no liquidificador, menos o fermento. Acrescente o fermento por último e bata só mais uns segundos. Unte uma forma de bolo inglês, coloque a mistura na forma e asse em forno baixo pré-aquecido. O tempo de cozimento dependerá do tipo de fogão, então a melhor dica é ficar olhando com frequência para ver se está bom.

bolo sem glúten

Infelizmente, a farinha de amêndoa não é dos ingredientes mais baratos nem fáceis de encontrar. Aqui em São Paulo, eu encontro em armazéns que vendem produtos cerealistas. Já testei fazer com a farinha de trigo mas não ficou muito legal (e nesse caso tem glúten). Mas acho que pode funcionar testando com outras farinhas de oleaginosas. Se você fizer e funcionar, me conta!

Essa receita rende um bolo inglês tamanho normal ou dois pequenos desse da foto. O bolo não é tão doce como aqueles que estamos acostumados, nem tem a mesma textura fofinha mas ainda assim é uma delícia e quebra o maior galho quando você tem ou estar com restrições alimentares! :)

A Casa do Porco

Não sei como está essa semana de dois dias para você, mas para mim está um verdadeiro caos. Minha família está na cidade e, além de passar tempo com eles, ainda estou preparando a festinha de Dora no próximo sábado. Vai ser coisa simples mesmo, apenas para 12 pessoas. Porém, como eu não sei fazer festa sem inventar meio mundo de enfeite e de fazer com as próprias mãos várias comidinhas, estou aqui às 22h30 na ativa. Neste momento exato, estou com o olho pesado de sono e escrevendo esse post enquanto espero o bolo assar. Tô esperando só para ter certeza do meu fracasso. Já que já vi que ele cresceu tanto que esborrou tudo, a massa foi toda embora e sujou o forno inteiro :(

No entanto, no meu dia de caos, fiz uma coisa bacana: fui na Casa do Porco próximo ao edifício Copan, em São Paulo. Como o nome do restaurante já diz, a Casa do Porco é um estabelecimento especializado em carne de porco nos seus mais diversos formatos.

17091444_10210692257915439_1977752274_o

Além de ter um cardápio muito delicinha, quis contar e mostrar pra vocês por que a decoração do lugar é bem inspirada.

IMG_20170302_132751162_BURST000_COVER_TOP

Adorei esses painéis capitonê e as paredes revestidas com telas que você encontra em casas de material de construção, além das cadeiras antigas e pesadas com couro azul escuro.

IMG_20170302_132625566

Os lustres principais eram feitos com lâmpadas de filamento e origamis no formato de porquinhos e corações. As luminárias de apoio têm o formato de um cone de vidro com lâmpadas de filamento.

IMG_20170302_132504693

IMG_20170302_132826961

Sobre a comida, eu que não sou a maior fã de porco gostei bastante. Tudo muito bem feito e preparado. Experimentei o presunto feito na casa, o torresmo que de tão crocante parecia pipoca, pancetta com goiabada e o Porco San Zé, que vem com tutu de feijão, tartar de banana, couve e lascas de porco assadas lentamente por sete horas. Uma delícia! Na nossa mesa, estávamos em quatro pessoas. Pedimos uma entrada de cada, tomamos suco e refrigerante e dividimos dois pratos principais. A conta deu cerca de R$ 60 por pessoa. Achei bem justo para o que foi oferecido.

IMG_20170302_132911990

IMG_20170302_141402170

Voltarei mais vezes à Casa do Porco! :)