Visita nova na casa

Um dos meus planos para 2017 é convidar um monte de gente legal para colaborar aqui no blog. Fiquei feliz em saber que antes do ano novo chegar uma amiga querida já aceitou o convite!

Vania com frequência compartilhava vídeos incríveis no Facebook. Eu sempre achava que os vídeos que ela postava tinham tudo a ver com o Casa de Firulas. Então, passei alguns meses aperriando ela para compartilhar também com vocês! A partir de hoje vocês irão ver posts de Vania por aqui!

vania

Vania é designer, pesquisadora e maker. Ela trabalha como consultora e facilitadora de processos de design thinking e é apaixonada por trabalhos manuais. Essa paixão faz ela encontrar e criar verdadeiras jóias do universo craft!

Seja bem-vinda, Vania! Sinta-se em casa!

Sobre apego, lembranças e deixar os móveis partir

Dora está crescendo. Ela já corre, conversa, dança e canta pela casa toda. Minha bebê não é mais uma bebê. E isso às vezes dói.

Lógico que eu amo ver ela crescendo saudável e virando uma menininha esperta e curiosa. Mas diariamente estou sofrendo de uma angústia danada por estar me dando conta que já não posso proteger minha pequena nos braços como antes.

Vocês vão rir de mim, mas essa crise toda foi porque essa semana vendemos a poltrona de amamentação dela. Nessa poltrona passei os primeiros momentos mais difíceis e também os mais lindos com a minha filha. Foi nela que chorei por muitos dias quando me dei conta que meu leite nunca “desceria” e foi nela que, mesmo assim, decidi que continuaria oferecendo o peito para ela enquanto ela quisesse.  Foi nessa poltrona que trocamos os primeiros olhares, carinhos e afetos. Ouso até dizer que foi nela que nos tornamos mais mãe e mais filha.

doraquarto4-1

E sendo assim, deixar a poltrona ir embora, por incrível que pareça foi uma decisão que nos doeu muito.  Mas aconteceu. Agora temos mais espaço para que o quarto de bebê vire um quarto de criança.

Achei muito surreal a avalanche de sentimentos que um móvel nos causou. Não gostei de sentir isso e o objetivo de agora em diante é tentar ter menos apego às coisas dela. Vamos ver. Ainda falta ir embora o berço (ai, meu coração).

Decoração da sala com açúcar e com afeto, mas sem frufru

Quando vi o release com o título “Espaço com açúcar, com afeto na Casa Cor Brasília” já imaginei um lugar rosa, retrô e cheio de frufru. Tive uma surpresa deliciosa quando vi que o ambiente criado pela designer de interiores Dessirée Nassaralla e pelo arquiteto Marcelo Marcolino em nada lembra todos os clichês puxados por essa frase doce.

Ele tem sim uma pegada retrô, mas com uma releitura muita mais bacana e criativa. O ambiente é um espaço de convivência que inclui cozinha, sala de estar e de jantar integrados. Foram usadas muitas fibras e tecidos naturais, além de peças com a estética dos anos 50 para decorar esse ambiente muito inspirado.

1-com-ac%cc%a7ucar-com-afeto-foto-edgar-cesar

4-com-ac%cc%a7ucar-com-afeto-foto-edgar-cesar

3-com-ac%cc%a7ucar-com-afeto-foto-edgar-cesar

De cara já me apaixonei por essa parede degradê caramelo. Já tinha visto esse tipo de pintura em inúmeras referências do Pinterest mas sempre em tons de verde e azul e com a pintura mais regular, como essa que mostrei na edição de 2013 da Casa Cor São Paulo (lembram?).  A parede caramelo deixou a sala bem aconchegante.

7-com-ac%cc%a7ucar-com-afeto-foto-edgar-cesar

Na parede da sala de estar um mosaico feito em madeira filetado de forma artesanal em formato de espinha de peixe. Deve ser super trabalhoso mas acho que para os mais prendados rola copiar em casa, hein? Talvez com uma madeira menos nobre para ficar mais acessível.

2-com-ac%cc%a7ucar-com-afeto-foto-edgar-cesar

Achei essa cozinha uma das mais bacanas que vi nos últimos tempos. Estampa chevron feitas com o revestimento na parede, temperos plantados e pendurados bem pertinho das mãos, móveis laqueados na cor preta com puxadores dourados e essa geladeira maravilhosa da década de 50 que mais parece uma barra de ouro que vale mais do que dinheiro.

Quem estiver em Brasília pode visitar esse e outros ambientes na Casa Cor 2016.

Casa Cor 2016 – Brasília

Local: QI 9 lote D Comércio Local – Lago Sul (antigo Inacor – Instituto Nacional do Coração).

Data: 22 de setembro a 9 de novembro de 2016.

Horário: De terça a sexta, das 15h às 22h; aos sábados e domingos, das 12h às 22h.

Ingressos: R$ 46 (inteira) / R$ 23 (meia) para estudantes.

 

 

Fotos – Edgar César